+55 11 4546-8200 Seg-Sex 8h às 17h
Você sabe como usar um galpão de lona?

Você sabe como usar um galpão de lona?

Seja para armazenamento, seja para eventos, o galpão lonado é uma opção prática e versátil. Suas características fazem deles uma estrutura com ótimo custo-benefício.

Eles atendem às necessidades dos mais diversos segmentos, especialmente quando combinados com acessórios que proporcionam conforto aos usuários, como banheiros, ar-condicionado, ventiladores eólicos, palcos, telas, portas corrediças, iluminação elétrica, entre outros.

Neste post, falaremos mais sobre as melhores formas de usar um galpão de lona. Para conhecê-las, continue a leitura!

O que é um galpão lonado?

O galpão de lona é um tipo de abrigo com fundação simplificada, que elimina despesas com construção, terraplanagem, aterramento e afins. Além disso, não limita o comprimento da área útil de instalação, permite ampliação, redução e transferência rápidas, oferece vãos-livres de 10 a 40 m e dispensa a emissão de Habite-se.

Trata-se de uma estrutura que pode ser montada rapidamente e usada nas mais diferentes aplicações. Seus principais diferenciais incluem a agilidade de montagem e o baixo investimento necessário — e mais: além de não imobilizar o ativo, não produz resíduos nem impactos ambientais.

Ele é, assim, uma boa opção para empresas que querem otimizar seu espaço sem precisar incorrer em custos com aluguel. Além disso, o galpão lonado pode ser instalado em qualquer tipo de piso — desde que nivelado — e, como é desmontável, é considerado provisório (assim, não há a incidência de impostos).

Esse tipo de galpão é usado, normalmente, para proteção. Para proporcionar a segurança necessária, portanto, deve ser construído com lona 100% autoextinguível (que garante a defesa contra incêndios) e ainda ser à prova de ventos fortes.

Como é montada a sua estrutura?

A estrutura dos galpões de lona pode ser de diferentes tipos. Os modelos com estrutura metálica, geralmente usam metal galvanizado a fogo — mais resistente e durável. Já a lona normalmente é antichama, revestida com verniz, impermeável, vem com tratamento antimofo e tem proteção contra raios ultravioletas.

Muitos deles têm a opção de tetos translúcidos, que permite o aproveitamento da luz natural para garantir economia de energia para a companhia. Suas colunas geralmente têm base articulável reforçada com cabo de aço (para que a estrutura resista ao vento) e fixada com presilhas e perfis de alumínio (para as lonas).

Veja, a seguir, alguns dos modelos mais comuns.

Galpão com uma ou duas águas

Essa opção permite que o galpão tenha uma grande extensão de área coberta em um único pavimento. Sua estrutura é composta geralmente por pórticos com espaçamentos regulares, sustentada por um sistema de terças, vigas ou tesouras.

O vão central pode ser usado para estocagens diversas, montagem de centros de distribuição, instalação de estacionamentos e apresentação de eventos, entre outros. A arrumação das águas admite o uso de material translúcido e a construção de lanternim, para aproveitar tanto a luz solar quanto a ventilação natural.

Galpão piramidal

Tem estrutura de suporte normalmente feita com sistemas tubulares ou chapas de ferro. Montado por meio de encaixe, conexões e parafusos de fixação, é feito, em geral, com tendas tensionadas e usado quando se precisam de áreas limitadas, entre 25 e 225 m².

Sua montagem é rápida, mas ele é um pouco frágil. Suas unidades podem ser interligadas, com calhas e outros sistemas de encaixe, para formar áreas moduladas maiores. É uma boa alternativa para showrooms, eventos e lançamentos de produtos.

Galpão inflável

Sem estrutura metálica, esse modelo é pensado para obras com prazo curto e que exigem deslocamentos. Ele é ideal para ser montado em estações de trabalho que requerem um ritmo de urgência porque não podem paralisar suas operações — seja por condições climáticas, seja pela situação emergencial do projeto.

Quando optar pelo galpão de lona?

O galpão lonado é útil quando a demanda da empresa aumenta e há a necessidade de mais espaço para produção ou armazenamento. Em geral, construir uma nova sede não é viável, em razão de custos ou prazos. Os galpões são, então, uma alternativa rápida e econômica para enfrentar esse gargalo.

Isso porque, se tomados alguns cuidados, essas estruturas podem tranquilamente substituir as construções de alvenaria se montadas com uma armação de qualidade — que leve em conta a galvanização e a durabilidade do aço, bem como as especificações técnicas da lona com base em determinações de órgãos competentes.

Vale, ainda, considerar o benefício que a expansão de estoque (e a nova logística relacionada) pode trazer ao fluxo de carregamentos. Além disso, trata-se de um sistema de armazenamento temporário que, por sua característica de montagem rápida, pode ser facilmente personalizado quando necessário.

Mudanças na economia

Em geral, a procura pelo galpão de lona cresce quando a economia está caminhando bem. O motivo é claro: como seu uso está ligado diretamente à indústria de base, quando sua produção aumenta, a procura por essa solução ganha força.

Os setores que mais usam essa alternativa incluem a logística portuária, a indústria de fertilizantes, o segmento de papel e celulose, e as mineradoras, bem como outros mercados ligados a infraestrutura ou exportação. Como o produto é dinâmico e muito versátil, atende ao cliente com rapidez em demandas de curto e longo prazos.

Seu grande diferencial é proporcionar expansão rápida e eficiente a custos baixos e ainda permitir que a estrutura seja alterada (reduzida ou aumentada) de acordo com a necessidade. Isso naturalmente tem impacto no aumento da eficiência e na redução de custos de toda a cadeia de abastecimento.

Onde mais ele tem sido usado?

Além do uso óbvio nas indústrias, o galpão lonado tem ganhado mercado em outros segmentos. Veja, a seguir, alguns dos usos recentes dados a ele:

  • revitalização de monumentos: são usados como coberturas para que os profissionais trabalhem tranquilamente;
  • exploração de sítios arqueológicos: inibem a interferência de intempéries enquanto os especialistas fazem suas descobertas;
  • estandes de vendas e feiras: como são ocorrências temporárias, têm no galpão lonado um ótimo custo-benefício;
  • eventos: festas, por exemplo, podem ser feitas sob galpões de lona com toda a infraestrutura necessária e a um custo menor do que em um local tradicional;
  • forças armadas: o galpão de lona é bastante útil em situações de treinamento em áreas isoladas, por exemplo.

Você já conhecia todas as possibilidades de uso do galpão lonado? Agora que conhece, assine nossa newsletter para ficar sempre por dentro de assuntos afins.

Deixe uma resposta

Fechar Menu